O trabalho remoto é o trabalho do futuro

Quem já se imaginou acordando diariamente, com seu pijama, uma xícara de café na mão e o trabalho dos sonhos, em seu próprio escritório, na sua casa?

Esse desejo do emprego home office já é realidade para muitos, principalmente nas grandes metrópoles, mas mesmo assim ainda é visto com enorme estranheza e curiosidade por quem já está acostumado a tradicional rotina de trabalho que entre transportes de ida e volta, incluem-se o tempo de deslocamento, o trânsito e diversos outros fatores que fazem com que a jornada seja ainda mais prolongada do que o combinado.

Com o avanço da tecnologia e das ferramentas de comunicação, as empresas começaram a notar uma mudança em relação às atividades de seus funcionários. O dinamismo agora é lei dentro das corporações e saber ser flexível e usar o tempo a seu favor se tornaram grandes requisitos para um profissional polivalente.

Em meio a essa transformação do perfil profissional, vimos também uma preocupação maior com a sustentabilidade e o bem estar. Assim, muitos funcionários hoje valorizam momentos de lazer e tranquilidade com seus familiares, além da consciência de preservação do meio em que vivemos, com a diminuição de carros na rua, por exemplo, já que cada vez mais sentimos o peso dos avanços tecnológicos em nossa saúde e no ambiente.

Os trabalhadores atuais prezam por mais momentos livres, rotina menos estressante e maior flexibilidade de horários de trabalho, para assim poderem se desconectar do mundo globalizado e curtirem momentos de relaxamento. Isso para a surpresa de grandes empresas conservadoras, mostrou-se positivo no que se refere à produtividade no trabalho.

Baseando nessas mudanças constantes e marcantes para o meio de trabalho, algumas corporações começaram a testar o sistema home office com seus funcionários e as conclusões têm se mostrado cada vez mais uma ótima decisão.

Além de reduzir os custos gerados em manter um funcionário o dia todo em uma empresa, como com alimentação, transporte, estrutura, etc,  tais iniciativas do home office beneficiaram as corporações com maiores produções, mais qualidade no trabalho e menor índice de problemas causados pelo cotidiano como faltas, atrasos e outros contratempos. Um funcionário que trabalha em casa tem a autonomia de controlar seu tempo, organizando-se de forma mais eficaz e gerindo suas atividades com maior tranquilidade.

 Porém, engana-se quem pensa que o trabalho em casa é bagunçado e feito na hora que o funcionário bem entender. Para que o home office funcione com excelência, é necessário disciplina, organização e alguns requisitos físicos como um ambiente tranquilo, sem distrações, e estrutura confortável.

É interessante notar que esse sistema já era bem familiar para quem sempre trabalhou por conta própria. Mas só agora ele caminha para ser aderido por grandes empresas que puderam enxergar no home office uma maneira mais leve e de resultados mais satisfatórios  para ambos os lados. Além da relação empresa e funcionário ser melhorada com essa evolução, o meio ambiente, a saúde e a convivência harmoniosa entre as pessoas também terão a longo prazo um impacto positivo.

 É claro que a convivência entre colegas de trabalhos ainda assim é fundamental como a convivência com outras pessoas presentes em nosso cotidiano, afinal as máquinas evoluem mas nós ainda somos movidos por sentimentos e afetos. Então para que esse sistema funcione perfeitamente, é importante balancear o home office com  reuniões semanais ou quinzenais nas sedes das empresas onde a famosa pausa para o café e o velho bate-papo nunca irão sair de moda.

Deixe uma resposta